mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

Bootcamps Shifter

O Shifter já vai fazer seis anos. Uma grande parte desse tempo foi a experimentar, a fazer e a refazer, a errar e a voltar a tentar. Temos aprendido muito, não só sobre jornalismo, mas também sobre como se gerem pessoas e se gere uma empresa, sobre que burocracias é que o Estado tem, que injustiças existem no sistema vigente, sobre como optimizar o tempo e sermos patrões de nós próprios… Demorámos tempo – e seis anos é mesmo muito tempo –, mas, pelo menos na minha perspectiva, todo este processo tem sido uma aprendizagem enriquecedora a nível pessoal e interpessoal.

Parte dessa aprendizagem foram os bootcamps que, há uns anos, eu e o João (e às vezes mais alguma malta) fazíamos com alguma regularidade. Juntávamo-nos na casa de um de nós e trabalhávamos intensivamente no projecto. Definíamos coisas, organizávamos processos, fazíamos esquemas… muitas vezes pela noite dentro. Enfim, procurávamos dar corpo e estrutura ao Shifter, já com o projecto público e em andamento. Desses encontros costumavam sair várias ideias fixes – algumas ficavam na gaveta para mais tarde, outras eram logo postas em prática.

Os bootcamps marcaram uma fase importante do desenvolvimento do Shifter. Eis dois registos de uma dessas maratonas no Almograve 💪

📅 Dezembro 2015 // 📸 Marco Brandão

mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

No Twitter

Instagram

Seguir