mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

Políticos nos media

“A maior bancada parlamentar portuguesa não seria suficiente para sentar os políticos que, em permanência, têm direito a espaço próprio nos órgãos de comunicação social portugueses. O Expresso contactou todos os directores de jornais, revistas, televisões, rádios e sites de informação para chegar à conclusão de que há 95 políticos com tempo de emissão ou espaço de escrita garantidos nos media nacionais. A esmagadora maioria marca presença todas as semanas. Alguns mais do que uma vez e em vários media em simultâneo. Para se ter uma ideia do peso que têm, basta pensar que os sociais-democratas ocupam 89 lugares no Parlamento. Os socialistas 86. Mas a tribuna que os órgãos de comunicação social distribui – e paga – a estes políticos é maior. E atinge muito mais eleitorado, perdão, público do que alguma vez o Palácio de São Bento lhes poderia dar.”

Rosa Pedroso Lima @ Expresso, 2/03/2019

Domingo à noite: Paulo Portas, noticiário da TVI, 1,6 milhões de telespectadores a assistir; Marques Mendes, ao mesmo tempo na SIC, 1,4 milhões.

O Expresso deste fim-de-semana foi esmiuçar um assunto que importa ser esmiuçado: a presença permanente de políticos na comunicação social portuguesa. Contas feitas, são 95 políticos com espaço garantido nos media nacionais. Comentam e analisam a actualidade, muitas vezes sem contraditório, fazendo um trabalho que deveria ser competência de jornalistas – figuras comprometidas com imparcialidade, rigor e fundamentação. Políticos pagos nos media são uma “excentralidade portuguesa”, lê-se no artigo; são “tempo de antena gratuito” para os partidos. Além disso, no total dos 95 políticos, o Expresso verificou um equilíbrio partidário questionável (muito PSD e PS, 2 da Aliança, 0 de PAN, por exemplo), e pouca pluralidade etária (poucos jovens) e de género (mais homens).

Artigo do Expresso (com paywall) disponível aqui.

mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

No Twitter

Instagram

Seguir