mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

Cabo Sardão

Uma volta que gosto muito de fazer de bicicleta quando estou pelo Almograve é ao Cabo Sardão. Vou pela estrada, que costuma não ter muito movimento automóvel e que atravessa extensos campos agrícolas. O Cabo Sardão é um bom sítio para relaxar e reflectir sozinho; a infinidade aparente do oceano ajuda-me a perspectivar e relativizar melhor as coisas em que penso.

A bicicleta que levo é uma Órbita antiga, que foi do meu pai. Não tem suspensão e só funciona duas velocidades. Mas ainda é uma boa bicicleta.

mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

No Twitter

Instagram

Seguir