mruiandre Mário Rui André

Aaron Swartz

“O menino da internet que morreu cedo demais” foi o título do artigo que o João Ribeiro publicou em Abril no Shifter e que se tornou um dos mais vistos de 2018 do site. Conta a história de Aaron Swartz, um miúdo que muito cedo mostrou ser diferente dos outros. Criou o InfoBase, um “repositório de conhecimento humano” antes da Wikipedia. Esteve envolvido na criação do formato RSS, da linguagem Markdown, das licenças Creative Commons e do site Reddit. Programou, escreveu no seu blogue, defendeu ideias e causas políticas que achava meritórias. Foi um pequeno génio, tratado por todos um como adulto. Partiu em 2013 depois de perseguido pelo Governo norte-americano de Obama.

A história de Aaron é inspiradora e lembrei-me dela agora enquanto fazia alguns posts nas redes do Shifter. Podem ler sobre ela no artigo do João; ou no documentário The Internet’s Own Boy: The Story of Aaron Swartz (2014) – disponível gratuitamente aqui.

mruiandre Mário Rui André

No Twitter

Seguir