mruiandre Mário Rui André

João Ribas, o disruptivo director de Serralves

A marcar a semana passada esteve também a demissão de João Ribas, o disruptivo director artístico de Serralves. Chegou à direcção do mais prestigiado museu de arte contemporânea português no arranque de 2018, com uma visão fresca do que devem ser esse tipo de espaços e as exposições que os ocupam – sem obras censuradas ou qualquer tipo de restrição. E, se o conseguiu antes, com a mostra fotográfica de Robert Mapplethorpe não terá tido hipótese junto da administração de Serralves, tendo decidido sair.

As restrições na exposição de Mapplethorpe (foto do Jorge para o Shifter)

A versão contada pela administração é ligeiramente diferente da de João Ribas e, no meio desta confusão, a exposição de Mapplethorpe tenho ganho visitantes. O Shifter – ou, melhor, o Jorge Félix Cardoso – foi um deles e trouxe de lá as imagens que partilha nesta peça.

A polémica tem uma dimensão que é muito maior que qualquer subversão das obras expostas.

Jorge Félix Cardoso @ Shifter
mruiandre Mário Rui André

No Twitter

Seguir