mruiandre

Mário, todavia, Rui, contudo, André

Mário Rui André

Desde 2013 tenho vindo a criar com o João Ribeiro e a Rita Pinto o Shifter, um órgão de comunicação social em Portugal, independente e alternativo, que procura questionar o progresso tecnológico e o futuro da sociedade – de uma perspectiva independente, criativa e humana. Neste blogue, partilho essa aventura, bem como aquilo que me inspira e motiva, e novos projectos. Sou ciclista urbano, adoro cidades pensadas para pessoas, acho que a melhor forma de viajar é de comboio, interesso-me por media independentes e encontrei a minha terapia no Lindy Hop. Estou no Twitter, Instagram e Telegram.

Histórias principais

Histórico

H

HISTÓRICO! Cerca de 500 ciclistas e não ciclistas assinalaram hoje a morte de Ana Oliveira, basquetebolista de 16 anos pelo Sporting que, de bicicleta na mão, foi há cerca de uma semana atropelada por um automobilista que não terá respeitado o sinal vermelho.

Cicloficina dos Anjos

C

A Cicloficina dos Anjos é um espaço incrível em Lisboa. Trata-se de uma oficina comunitária onde qualquer pessoa pode vir arranjar a sua bicicleta. Há voluntários a ajudar, não se paga nada e podem ser usadas peças antigas que outros utilizadores lá deixaram! Todas as segundas e quartas ao final do dia!

CoopCycle Lisboa?

C

Esta tarde, em Lisboa. Um grupo de pessoas juntou-se para pensar numa alternativa humana, justa e descentralizada à Uber Eats e Glovo: uma cooperativa de estafetas ❤️ Este tipo de mobilizações já aconteceu noutras cidades através de uma plataforma livre chamada CoopCycle 🚲

Fibra

F

Registo da chegada do futuro. Parece que as zonas rurais já podem andar à mesma velocidade que os grandes centros urbanos. 10 anos depois, a fibra chegou.

Fundo da Google

F

O Shifter recebeu um fundo de jornalismo de 5 MIL DÓLARES da parte da Google. Líquidos, são qualquer coisa como 4 mil euros, ou seja, um mês de Shifter 🥳

Polinizadores

P

Um refúgio para polinizadores instalado num prado nos Olivais 🐝

Novas pop-up em Lisboa

N

Um conjunto de novas ciclovias pop-up estão a nascer em Lisboa para formar a prometida rede de 200 km. Na Marquês de Fronteira e Castilho, no centro da cidade, e várias na zona dos Olivais (Berlim, Pádua e Cidade de Bissau). Com pouco consegue fazer-se muito 🙌

mediaindependentes.pt

m

Em Maio tive a ideia de começar um site para juntar os vários meios independentes de comunicação social que têm vindo a surgir em Portugal.

Ferrovia

F

Artigo muito pertinente sobre a ferrovia nacional que vem no último Jornal Mapa e que inclui uma entrevista a Manuel Tão, especialista em transportes da Universidade do Algarve (que o Fumaça entrevistou no ano passado).

mruiandre Mário, todavia, Rui, contudo, André

No Twitter

Instagram

Seguir